quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Caminhos que encontrei pela vida

vai chorar até quando por alguém está longe de ser alcansado.
Seque as lágrimas siga em frente não olhe prá trás,o que passó ficó no tempo esquecido em mim.....
Deus não apaga o tempo não remove,os resquisio do que o tempo deixo os caminhos são muitos.....
Se a dor persiste siga em frente as marcas da vida os mesmo,com os olhos cheio de lágrima de sangue segue sua vida...

Caminhe na trilha do tempo,nas mémoria quarde  o melhor da vida, os  beijos que nunca esquesi....
Tempo que voá como outrorá assim caminho,com medo do desconhecido busca em ti o que se perdeu em mim..
Nunca o terei de volta saudades eu sempre ssentirei....
Se eu me perder que seje em teus braços amado,que me encontre perdi de amor em bebecido de seu beijo,amor....
Que o tempo não apaga que a vida não levo assi te levo....
Esquecido em mim te busco,em meio ao que resto de mim...
A lua que brilha perdida no céu esquecida em meio ao nada onde as estrelas se perdeu,ao imenso desconhecido....
Um dia busquei em mim,um amor que se esquecido que se esqueceu de ser encontrado assim e o tempo.....

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Um dia sem estrela pra brilhar

Algum dia enccontrei perdido um caminho esquecido em mim busquei palavras inocênte que sufoquei no tempo.....
Onde encontrar os versos as prosa,que contei a ti sentados na varanda vendo tempo passar onde busquei as mais singêlas palavras que a ti contei,de amor dizer o que sinto pois esqueci de dizer ao tempo que teamo,num amor que esqueci nas entranhas da vida.......
Sufoquei teu beijo,com mais puro sentimento de amor deixei que tempo nós afastó,onde encontrei a vida que perdi......
Sabendo que a vida nós levó prá caminhos diferente onde a vida se deixou de existi as palavras apagada,os versos que esqueci.....
De escrever onde eu pude notar que o tempo,passó mais rápido do que eu pensei onde estó perdido súfocado.......
Caminhei pela rua rua perdido sem rumo,chorando as mágoa que sofri,acabei perdido em mim mesmo.......
Buscai o amor que se esconde dentro do coração que se encontra, em frangálho,sabendo que a vida é  sim durá as vezes cruel......
Não esqueci de dizer que teamo,além do tempo que esqueci, de dizer as poucas frases de amor..
Nas lembrança apagada onde tudo se torná ausénte,onde esqueci da simplicidade que é o amor,os versos que ainda não escrevi...
Assim vou tentando sobrevier esse amor tão cruel quanto a vida,esto apenas  sobrevivêndo ao que chamos de amor e as suas locuras.....
Seus alto é baixo o caminho que escolhemos,nós versos apagado, em letras de borralho assim e a vida.....